Djokovic dará comida de graça a pessoas carentes em novo restaurante na Sérvia

Um gesto e tanto de um dos maiores tenistas da história. Fora das quadras até 2018, o sérvio Novak Djokovic anunciou que vai inaugurar um novo restaurante em seu país natal, onde vai oferecer refeições grátis para os mais carentes. Ainda se recuperando de lesão no cotovelo direito, Djokovic aproveitou o tempo livre para anunciar o novo projeto. O ex-número 1 do mundo não informou a data de inauguração, mas explicou que quer devolver para seu país um pouco da força que recebeu para se tornar um gigante do esporte.

– Dinheiro não é um problema para mim, já ganhei o suficiente para alimentar toda a Sérvia. Acho que posso devolver um pouco a esse povo que tanto torce por mim – contou o vencedor de 12 Grand Slams ao jornal britânico “The Sun”.

O natural de Belgrado é o tenista que mais faturou em premiação de torneios na história, somando quase US$ 110 milhões (cerca de R$ 350 milhões). Pela Forbes, Djokovic é o 16º atleta mais bem pago do mundo, vencendo no último ano quase US$10 milhões (R$31,8 milhões) em premiação e US$ 28 milhões (R$ 89 milhões) fora delas. Apesar de possuir 7 Grand Slams a menos que Federer, maior vencedor da história, o sérvio teve mais sucesso cinco nos últimos anos, período em que a premiação dos torneios cresceu consideravelmente em comparação à última década.

A mudança na alimentação foi justamente um dos segredos de Djokovic para atingir o topo do ranking mundial e fazer história nas quadras. Ele cortou o glúten e até escreveu um livro explicando como a nova alimentação ajudou a atingir um melhor desempenho em seus jogos, a melhorar a saúde e, claro, a forma.

Tamanho fascínio do atleta em compartilhar seu estilo de vida que abriu um restaurante vegano chamado “Eqvita”, em Monte Carlo, onde mora. Ele e a família já possuíam um restaurante chamado “Novak”, em Belgrado, antes de se tornar porta-voz de uma vida mais saudável. No ano passado, o tenista justificou que possui uma paixão enorme por comida por influência da família.

– Eu sempre tive aquela paixão por comida por causa de minha família, mas como um atleta virou algo a mais. (Virou) um combustível que determina como eu jogo, como eu me recupero e o quão alerta eu estou em quadra. Atribuo grande parte do meu sucesso como profissional à minha dieta. A cozinha é uma paixão, e de todas as coisas que eu já vivenciei esta é uma das que mais mudou. Por isso eu quero dividir com o resto do mundo – afirmou.

A expectativa é que Novak Djokovic retorne às quadras no Aberto da Austrália, em janeiro de 2018. O último torneio dele foi em julho, quando desistiu nas quartas de final por uma lesão no cotovelo direito. Desde então, o ex-número 1 do mundo não voltou a pegar na raquete e tenta amenizar as dores em longas sessões de fisioterapia.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/tenis/noticia/djokovic-dara-comida-de-graca-a-pessoas-carentes-em-restaurante-novo-na-servia.ghtml

Deixe seu comentário