Menino de 12 anos com doença degenerativa realiza o sonho de ir ao cinema pela 1ª vez

Um menino de 12 anos, que sofre de uma doença degenerativa, realizou o sonho de ir pela primeira vez a um cinema nesta semana em Cuiabá. Gilmar Moreira Júnior tem Atrofia Muscular Espinhal (AME) e estava há três anos sem sair de casa por conta da doença. A empresa de home care organizou o transporte e acompanhamento do menino até o cinema.

A criança é filha da servidora pública Kenia Márcia Oliveira Silva, de 33 anos. A família morava na cidade de Planalto da Serra, a 254 km de Cuiabá, e há três anos se mudou para a capital onde Gilmar recebe tratamento por um sistema de home care.

Sem sair de casa, pela necessidade do tratamento, ele tem aulas particulares em casa, onde também recebe acompanhamento de médico, psicólogo e fisioterapeuta. Os mesmos profissionais o acompanharam até o cinema e garantiram a estabilidade da saúde dele.

“Para nós é felicidade total. Nem dormimos direito durante a noite esperando esse momento”, afirmou a mãe do menino.

Gilmar recebe visitas, duas vezes por dia, da fisioterapeuta. As enfermeiras também ficam com ele por 12 horas. O médico vai até o menino uma vez na semana.

Segundo o médico Heleno Strobel Rosa, a classificação da doença de Gilmar é do tipo 2. Por isso, o menino precisa de equipamentos para respirar.

“É uma doença genética e neurodegenerativa que causa atrofia muscular, essa incapacidade involuntária de movimento dos músculos que atinge também a parte respiratória. Envolveu os músculos respiratórios, por isso ele precisa da respiração mecânica”, contou.

O quarto do menino é adaptado com home care para manter Gilmar vivo.

“Ele teve uma complicação grave e chegou a ficar três meses na UTI com pneumonia em estado bem grave. Fizemos o tratamento e logo viemos para casa. Ele é uma criança feliz e alegre, sempre sorrindo”, afirmou a mãe do menino, Kenia.

Os profissionais se organizaram para o transporte da criança com todos os equipamentos necessários. Em uma maca, Gilmar conseguiu assistir a um filme no cinema pela primeira vez.

Para realizar o sonho, o menino passou por uma preparação psicológica e física por um período de três meses. De acordo com a equipe médica, a preparação foi necessária para evitar que o menino ficasse ansioso com a ida ao cinema.

“Voluntariamente eles [os profissionais] participam, há toda uma comoção em torno disso, essa preparação do paciente para que ele esteja pronto, clinicamente e preparado, para que ele possa realizar esse sonho”, comentou a gerente da empresa de home care, Claudia Manzini.

Fonte: http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/menino-de-12-anos-com-doenca-degenerativa-realiza-o-sonho-de-ir-ao-cinema-pela-1-vez.ghtml